segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Falso amor

Arte de Safira Saldanha
Falso amor
 
Àquele homem que não pode ver mulher,
Seu único compromisso é com o sexo.
Usa cantada copiada, ele é sem nexo,
E faz de tudo para, sempre, aparecer.
 
Ele se acha o tal sarado e gostosão,
E até se mostra garanhão pra todas elas,
Mas a verdade é que ele é um matusquela,
Que na carteira não existe um tostão.
 
O celular que ele usa é avançando,
Tem facebook, whatsapp e até wifi
Ele faz pose, tira foto no instagram
Porque, no fundo, ele é somente um dom juan,
Que não tem crédito pra uma ligação.
 
Ele é bacana, bom de papo e cativante,
Quando lhe falam em trabalho se arrepia,
Mas se a mulher lhe der presentes, alegria,
Ela se torna a bem amada, o seu mirante.
 
Edith Lobato – 31/08/14


6 comentários:

  1. Uiii, Edith, quero distância de caras assim.
    Adorei!!

    Bjoo'o

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Simone, pois é Simone, deste cara a sociedade está cheia. Obrigada querida por tua leitura. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olhe... eu também!
    Se me falam em trabalho... rs rs rs

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkk, Vieira obrigada por tua leitura. Então viverás muito. Feliz domingo.

      Excluir
  4. Eu também penso que sou bacano, mas quando me falam em trabalho...fujo!
    Saudações poéticas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrsrsrsr, eu gostaria de fugir mas não tem como.

      Excluir

Agradeço sua visita, leitura e comentário. É um prazer tê-lo em Sons do Coração. (Edith Lobato)