domingo, 1 de junho de 2014

Amor Proibido

Tenho um amor proibido,
Que não cala um instante.
Esse amor é tão querido
E me faz feliz bastante
 
No seu seio sou constante,
Em meu seio está contido.
Tenho um amor proibido,
Que não cala um instante.
 
Esse amor desconhecido,
É canção contagiante.
Dá-me à vida um colorido.
Mesmo sendo tão distante,
Tenho um amor proibido.
 
(Edith Lobato – 23/06/13)
Arte e formatação de Safira Saldanha

2 comentários:

  1. Belo rondel! Ritmado como uma canção... Parabéns! Beijosssssssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Silvida. Feliz com tua leitura e apreciação. Bom 2015.

      Excluir

Agradeço sua visita, leitura e comentário. É um prazer tê-lo em Sons do Coração. (Edith Lobato)